A Fisioterapia na minha vida Iniciei no esporte em janeiro de 2015, com impressionantes 106 kg. Sem apoio técnico, em 5 meses consegui correr os meus primeiros 10 km, entretanto descobri da pior maneira possível que somos constituídos de músculos dos mais variados nomes e que eles podem doer! Logo após a primeira corrida percebi que estava com a síndrome banda iliotibial ou síndrome do corredor, fato que me impedia de correr e deixava meu sonho de realizar a Volta Internacional da Pampulha 2015 distante. Foram 2 meses complicados, passando por algumas clínicas sem solução. Em julho descobri a Fibra e o Fisioterapeuta Matheus Mardden, a partir deste dia meus problemas começaram a ter fim. Através de um tratamento específico para o meu problema consegui me recuperar em um mês, voltar aos treinamentos e concluir a minha 1° Volta Internacional da Pampulha. Na Fibra eu aprendi que correr é um total ato de desequilíbrio e que assim como os nossos pais nos ensinam nos primeiros passos, precisamos de auxílio para desenvolvermos as nossas atividades físicas sem riscos de lesão ou minimizar estes riscos.